Jardim Informa

Geólogos farão inspeções na região dos cânions do Lago de Furnas

10/01 às 16h51 por Agência Brasil *
Geral

Dois dias após parte de um paredão rochoso se desprender dos cânions do Lago de Furnas, em Capitólio (MG), matando dez pessoas e ferindo ao menos 24 turistas que visitavam o local a bordo de embarcações, o governador Romeu Zema anunciou hoje (10) que toda a região passará a ser analisada por geólogos e outros especialistas que possam identificar riscos de novos desmoronamentos.

“Queremos que a região continue atraindo turistas. Por isso, a partir de agora, teremos um cuidado adicional”, declarou Zema a jornalistas, ao visitar Capitólio.

Perguntado se as mortes poderiam ter sido evitadas, o governador disse não ser possível assegurar que nenhuma pedra role das muitas montanhas existentes no país. E mencionou o que classificou como ineditismo da tragédia para explicar porque um lugar que atrai tantas pessoas não conta com uma avaliação de risco geológico a fim de prevenir tragédias.

“Quem mora ou tem avô, bisavô, que já vivia ali, sabe que aquela estrutura nunca foi acometida por fato semelhante a este”, acrescentou Zema, destacando que a Polícia Civil instaurou um inquérito policial para apurar as circunstâncias do acidente, que classificou como uma “fatalidade”.

“O que aconteceu ali é algo inédito. E quando cai um raio? Quem é o responsável? É o prefeito?”, questionou o governador, destacando que as dez vítimas mortas no acidente foram identificadas (https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2022-01/capitolio-policia-identifica-decima-vitima-da-queda-de-paredao) por peritos da Polícia Civil. 

Chuvas

Zema também comentou a difícil situação que a população e as autoridades estaduais enfrentam devido às fortes chuvas que atingem Minas Gerais.

“Em todo o estado, estamos trabalhado para dar ajuda humanitária àquelas pessoas atingidas pelas enchentes e que estão precisando do Estado. Elas são, no momento, a nossa prioridade. Pessoas que perderam suas casas e para quem estamos dando abrigo e alimentação até que as águas baixem”, garantiu o governador, assegurando que todas as barragens existentes no estado estão sendo monitoradas.

Desde o início da atual estação chuvosa – que este ano começou em outubro, um mês antes do habitual – ao menos nove pessoas já perderam suas vidas devido às chuvas e suas consequências. Neste número não estão incluídas as dez mortes causadas pelo desprendimento do bloco de pedras no Lago de Furnas, já que o ocorrido ainda está sendo apurado – ainda que autoridades estaduais já tenham antecipado que parte do paredão rochoso pode ter ruído por efeito da ação das águas.

Até esta manhã, prefeituras de 145 das 853 cidades mineiras já tinham decretado situação de emergência. Segundo a Defesa Civil estadual, de 1º de outubro até hoje, 13.734 pessoas foram desalojadas pelas consequências das chuvas, em todo o estado, e tiveram que ser acolhidas na casa de parentes, amigos, vizinhos ou em hospedagens particulares. Outras 3.409 pessoas ficaram desabrigadas, tendo que, em algum momento, ir para abrigos públicos.

 

Conforme a Agência Brasil noticiou (https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2022-01/mg-ja-contabiliza-mais-desabrigados-pelas-chuvas-que-no-ultimo-ano) na última sexta-feira (7), faltando ainda quase três meses para o fim do atual período chuvoso no estado, o número de pessoas desabrigadas já é mais de duas vezes superior aos total de 1.608 desabrigados registrados em Minas Gerais entre novembro de 2020 e março de 2021. O número de cidades em situação de emergência ou estado de calamidade pública na atual temporada também é mais que o dobro do resultado (58) anterior.

Mais Notícias

    Geral
  1. Presidente Jair Bolsonaro chega a Eldorado para velório da mãePublicado em 21/01 às 16h12
  2. Internacional
  3. OMS destaca a produção de antivirais genéricos contra a covid-19Publicado em 21/01 às 16h12
  4. Economia
  5. Dívidas do Simples poderão ser pagas ou renegociadas até 31 de marçoPublicado em 21/01 às 16h01
  6. Economia
  7. Emissões de debêntures incentivadas batem recorde em 2021Publicado em 21/01 às 15h52
  8. Economia
  9. BC comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves PixPublicado em 21/01 às 15h41
  10. Economia
  11. Desempenho do varejo deve ser negativo no 1º trimestre, diz IbevarPublicado em 21/01 às 15h31
  12. Policial
  13. Polícia Militar Ambiental de Campo Grande captura tatu-galinha em residência na vila Santa LuziaPublicado em 21/01 às 15h22
  14. Mato Grosso do Sul
  15. Para integrar grupo de elite da Agepen, policiais penais se formam em curso de Intervenção PrisionalPublicado em 21/01 às 15h02
  16. Geral
  17. Bolsonaro chega a Eldorado para velório da mãePublicado em 21/01 às 15h02
  18. Economia
  19. SP: capital tem recorde de 74% das famílias endividadas em 2021Publicado em 21/01 às 14h52
  20. Policial
  21. Polícia Civil deflagra Operação e prende três pessoas em MirandaPublicado em 21/01 às 14h42
  22. Mato Grosso do Sul
  23. Pagamento por serviços ambientais, criado pelo  Estado, certifica a produção rural e o turismoPublicado em 21/01 às 14h42
  24. Saúde
  25. CoronaVac é incluída no plano de vacinação para criançasPublicado em 21/01 às 14h21
  26. Mato Grosso do Sul
  27. Perdas na safra de soja 2021/2022 pode chegar a 1 milhão de toneladasPublicado em 21/01 às 14h12
  28. Geral
  29. Capital paulista tem 159 atendimentos em 24 horas devido às chuvasPublicado em 21/01 às 13h51
  30. Economia
  31. Receita abre segunda-feira consulta a lote residual do IRPublicado em 21/01 às 13h51
  32. Geral
  33. São Paulo: escolas de samba exigirão passaporte da vacina em ensaiosPublicado em 21/01 às 13h42
  34. Policial
  35. Integrante de facção criminosa morre em confronto com policiais civis em DouradosPublicado em 21/01 às 13h32
  36. Policial
  37. PMA de Coxim prende e autua em R$ 3 mil infrator que matou cachorro a facadas e jogou o animal em rio e apreende a faca usada no crime, além de espingarda e muniçõesPublicado em 21/01 às 13h31
  38. Policial
  39. Polícia Civil, em apoio a PC do Acre, deflagra Operação contra pagamento ilegal de precatóriosPublicado em 21/01 às 13h21

Mais lidas